Li o vosso artigo sobre a difícil escolha entre ser mãe e ser uma boa profissional e gostaria de partilhar a minha história convosco.

Tenho 3 filhos, com 8, 6 e 1 anos. Sou enfermeira. Desde que nasceu a minha filha que percebi que não podia ter um trabalho das 9h às 17h, ou por turnos, pois necessitava de assegurar os cuidados à minha pequenina. Por outro lado, sempre gostei muito do que faço, pelo que também não me via a ser "só" mãe.

Consegui montar um negócio relacionado com a enfermagem, que passa pela prestação de cuidados mais à vertente Podológica, tendo uma clínica com mais valências numa cidade e um consultório na cidade onde vivo.

Consigo trabalhar cerca de 4h a 5h por dia, nem todos os dias, garantindo a sustentabilidade económica necessária, conciliando o meu trabalho, pelo qual tenho uma GRANDE paixão, com os meus filhos!

De manhã levo-os à escola às 9h, atendo 3 ou 4 pessoas, almoçamos juntos, à tarde regresso ou não, dependendo dos dias, e vou buscá-los às 16h, quando terminam as aulas. É uma vida maravilhosa, em que consigo sentir-me realizada profissionalmente e consigo ser mãe, com TEMPO em quantidade e em qualidade.

Com o meu testemunho pretendo demonstrar a necessidade de estar presente na vida dos filhos, mas mantendo a "lucidez" através da permanência na vida profissional! :)

Pomada para a muda da fralda. Proteção e regeneração da pele do rabinho do bebé. Dermocosmético. L.PT.MKT.DC.12.XXXX.XXXX