Quantas vezes todos nós fizemos um esforço e respondemos que estamos bem, mesmo quando não estamos? Quando nos sentimos tristes, é frequente afastarmo-nos ou sermos agressivos com os outros, quando mais precisamos deles. É difícil pedir ajuda.

 

Sair de improviso: cerca de 45 minutos para sair de casa.

 

Verdadeira tortura

A alegria das longas viagens de carro

Um cocó verdadeiramente extraordinário

E o resto do dia é todo seu

1 of close

Sair de improviso: cerca de 45 minutos para sair de casa.

prev    
 

Quantas vezes todos nós fizemos um esforço e respondemos que estamos bem, mesmo quando não estamos? Quando nos sentimos tristes, é frequente afastarmo-nos ou sermos agressivos com os outros, quando mais precisamos deles. É difícil pedir ajuda.

 Quando acontecem coisas boas, como ter um bebé, pode ser ainda mais difícil dizer que não está feliz. Mas é absolutamente normal sentir-se assustada, triste, frustrada ou perdida, nas semanas após o parto.

Os baby blues, a vontade de chorar e as flutuações de humor na primeira semana podem estar relacionados com alterações hormonais que têm lugar à medida que o seu corpo se ajusta ao fim da gravidez, à ligação com o seu bebé e à produção de leite.

Mas nem tudo é uma questão de química. Acabou de passar pelo processo do parto, que pode parecer descontrolado e por vezes traumático, e está a aprender a tomar conta de um bebé quando tem dormido muito pouco. Não há manuais que lhe digam o que fazer, mas há milhões de pessoas com opiniões e é muito fácil começar a achar que não está a fazer nada bem.

Não tem de dizer que está ótima. Sentir-se umas vezes bem e outras não, é normal. Não significa que não seja capaz ou que seja uma má mãe.

Por vezes, dizer a alguém como se sente pode ser um alívio.

Conselhos para pedir ajuda:

  • Imagine que conselho daria a uma amiga que está muito perturbada...Dir-lhe-ia para esconder os seus sentimentos? Ou para contar a alguém?
  • Pense em todas as pessoas com quem poderia falar. Tente não descartar instantaneamente ninguém. Com quem é mais provável que possa desabafar?
  • Gostaria apenas que soubessem como se sente, ou há alguma coisa que possam fazer para a ajudar?
  • Tente conversar sem ser interrompida, nem que sejam apenas cinco minutos, fazendo ver que quer falar sobre algo importante: “Posso falar contigo um bocadinho?”
  • Observe como reagem sem pensar que a estão a julgar.
  • Se acha que não a perceberam, explique outra vez.
  • As pessoas querem mesmo saber como se sente - a verdade por detrás da resposta: “estou óptima”. Contar a alguém como se sente pode ajudá-la a sentir-se melhor e pode também conseguir a ajuda de que precisa. Vale a pena tentar.
  • Sentir “altos e baixos” não quer dizer que tenha uma depressão pós-parto, mas se continuar a sentir-se em baixo e preocupada durante muitas semanas, fale com o seu médico.
Com dexpantenol. Para prevenção e tratamento do eritema da fralda e gretas do mamilo, pele seca, áspera ou gretada e cicatrização de lesões e irritações da pele. Contra-indicado no caso de sensibilidade a qualquer componente. Medicamento não sujeito a receita médica. Leia cuidadosamente o folheto informativo. Em caso de dúvida ou persistência dos sintomas, consulte o médico ou farmacêutico. L.PT.MKT.DC.12.2016.0113