Como se sente após o parto

Suja, transpirada e a precisar de uma boa lavagem é dizer pouco. Acabou de passar por um dos mais inesquecíveis dias da sua vida e viveu todos os altos e baixos emocionais. Mas assim que acaba o sangue, a transpiração e as lágrimas do parto, a maior parte das mulheres só quer tomar um bom banho e arranjar o cabelo.

Quando posso tomar banho?

Isto vai depender do tipo de parto que tenha tido.

 Após um parto normal: se teve um parto vaginal normal, a sua enfermeira vai dar-lhe algum tempo a sós com o seu parceiro após o parto para ficarem a conhecer o vosso bebé e talvez dar de mamar pela primeira vez. Após algumas horas, depois de já ter tido suficiente contacto pele a pele com o seu bebé, ela irá muito provavelmente sugerir que vá à casa de banho tentar urinar e depois tomar um banho. As enfermeiras podem ir consigo caso se sinta vacilante ou por vezes podem levá-la à casa de banho numa cadeira de rodas.

 Se tiver pontos: Pode estar nervosa devido a eventuais pontos que possa ter após um rasgão ou uma episiotomia (pequeno corte feito por vezes na zona do períneo de modo a alargar a vagina durante o parto), mas a sua enfermeira irá explicar-lhe que eles precisam de ser mantidos limpos e quanto mais cedo os lavar, melhor.

 Após uma cesariana: Se teve uma cesariana não vai poder andar ou ficar de pé durante umas boas horas por isso não vai poder tomar banho tão depressa quanto isso.

 Após uma epidural: Se teve uma epidural tem de esperar que passem todos os efeitos antes de poder começar a andar e até lhe ser retirado o tubo intravenoso.

Como tomar banho nas primeiras horas

Claro que sabe como fazer isto (!) mas existem algumas dicas adicionais a ter em conta quando toma banho após o parto.

  • Não entre em pânico com o sangue: Pode ficar chocada com a perda de sangue (chamada lóquios) que tem quando fica em pé pela primeira vez. É uma situação perfeitamente normal e só deve ser motivo de preocupação se saírem grandes coágulos ou se sentir tonturas. Se está preocupada com a perda de sangue, fale com a sua enfermeira e ela poderá investigar/verificar a sua tensão arterial.

  • Não abuse dos produtos perfumados. Por mais tentador que seja utilizar produtos de cheiro agradável durante o banho, as enfermeiras na realidade preferem que utilize produtos simples sem perfume para minimizar o risco de provocar qualquer irritação, nomeadamente na zona vaginal.

  • Lave-se com cuidado: Este não é o momento para lavagens profundas – lave-se suavemente, com muito cuidado junto à zona vaginal, sobretudo se tiver pontos.

  • Seque-se minuciosamente: É importante secar a zona à volta dos pontos com muito cuidado para minimizar o risco de vir a desenvolver uma infecção.

  • Depois utilize um penso higiénico:Vai precisar de pensos grandes próprios de maternidade, nos primeiros dias após o parto, uma vez que a perda de sangue pode ser extremamente intensa. Cuecas descartáveis também podem ser extremamente úteis.

  • Mude para roupa de dormir: Evite qualquer roupa de cor branca por razões óbvias – um par de leggings escuras e uma T-shirt XL serão mais práticas do que uma camisa de dormir.

Tomar duche ou banho de imersão durante os primeiros dias

Assim que chegar a casa pode estar desejosa de um banho ou de um duche, numa espécie de “tempo para si”. Utilize o duche ou o banho como forma de relaxar – se não está a conseguir dormir o suficiente, um duche é capaz de a revitalizar e um banho pode ajudá-la a descansar antes do período de amamentação noturna.

A história de uma mãe:

Durante as primeiras semanas em casa, eu tomava um duche de manhã para arrebitar depois de uma noite a amamentar, e tentava tomar um banho de imersão ao fim do dia, quando o Tom chegava a casa. Era literalmente a única altura que eu tinha para mim no dia inteiro, por isso apreciava cada momento e até levava um rádio para relaxar. Também juntava geralmente óleo de alfazema à água para me ajudar a aliviar o stress e a relaxar e juro que me ajudou com os pontos também.

Fiona, mãe de Ava, 2 meses

Com dexpantenol. Para prevenção e tratamento do eritema da fralda e gretas do mamilo, pele seca, áspera ou gretada e cicatrização de lesões e irritações da pele. Contra-indicado no caso de sensibilidade a qualquer componente. Medicamento não sujeito a receita médica. Leia cuidadosamente o folheto informativo. Em caso de dúvida ou persistência dos sintomas, consulte o médico ou farmacêutico. L.PT.MKT.DC.12.2016.0113