Todos os casais que planeiem ter mais que um filho deparam-se frequentemente com a mesma questão: quanto tempo devo esperar para engravidar novamente?

Antes de pensar numa segunda gestação, é preciso ouvir primeiro o nosso organismo. Para que uma mulher possa conceber, o corpo passa por uma enorme modificação, tanto física como psicológica. Toda a sua energia vai ser direcionada para esta nova prioridade.

Em termos físicos, uma gravidez faz com que o nosso corpo passe por algumas alterações e perda de nutrientes. Vários estudos realizados mostram que o perigo de existir um parto prematuro e com maiores riscos, ocorre quando os bebés são concebidos com menos de 12 meses após outro parto. Quando a mulher ainda não está completamente recuperada, tanto do ponto de vista físico como nutricional, pode haver complicações - tanto para a mãe como para o novo bebé.

No caso de ter sido realizada uma cesariana, existem ainda os riscos associados à cicatriz, já que a mãe passou por uma cirurgia que exige um corte profundo no tecido. Por todos estes motivos, os obstetras só consideram que a mulher está preparada para uma nova gravidez 18 a 24 meses após a primeira gestação. Depois desse tempo, em geral, os órgãos já voltaram ao devido lugar, a mãe já recuperou o peso, a massa magra e ganhou força e tonalidade muscular.

Em relação à vida familiar, há outros fatores a ter em conta. O primeiro é a vida sexual. O cansaço e o stress de ter um novo bebé podem alterar a produção de hormonas sexuais que, consequentemente, impactam a imagem corporal e a autoestima feminina.

Um dos autores do livro Your Pregnancy Week by Week, Glade Curtis, diz que é mais difícil perder o peso que se ganhou com a gravidez quando o espaçamento entre cada gravidez é menor. A mulher ganha entre 5 a 10 quilos com cada gravidez e, ao engravidar novamente antes de ter tempo de perder o peso que ganhou com o primeiro bebé, fica com 20 (ou mais) quilos que se tornam difíceis de perder.
Mas há coisas boas em ambos os cenários. Uma maior diferença de idades permite que aproveite mais tempo com cada criança e que as despesas sejam espaçadas. Os pais, aquando da segunda gravidez, já se sentem mais à vontade tanto a nível de parto como de pós-parto pois não é novidade.

Já em filhos com uma menor diferença de idades, a fase do trabalho, biberões, fraldas, penicos, noites mal dormidas, etc. termina num menor espaço de tempo, ao contrário das despesas que aumentam de uma só vez.
Assim sendo, antes de pensar na chegada de um novo membro à família, equacione se faz sentido para a dinâmica familiar do momento. E não se esqueça de visitar o seu médico para ver se está saudável e em forma para receber mais um bebé.

 

Pomada para a muda da fralda. Proteção e regeneração da pele do rabinho do bebé. Dermocosmético. L.PT.MKT.DC.06.2019.0144