As grandes mudanças, mesmo que para melhor, podem ser muito desestabilizadoras. A chegada de um bebé é de facto uma grande mudança: causa alterações naquilo que fazemos, na forma como nos vemos, naquilo com que nos preocupamos e, sem dúvida alguma, na quantidade de horas que conseguimos dormir. É perfeitamente normal que não se sinta permanentemente a rebentar de felicidade e isso não significa que algo de errado se passe consigo (no entanto, se se sente muito em baixo, é melhor falar com o seu médico, parteira ou assistente social, pois eles podem ajudá-la.).

Há muitas coisas que podemos fazer para nos ajudar a sentir mais felizes, e inúmeros estudos que comprovam a utilidade da terapia cognitivo comportamental.

Uma das estratégias que pode adotar consiste em registar como se sente e tomar nota das pequenas coisas que faz todos os dias e que a ajudam a sentir-se orgulhosa e feliz. Só precisa de um caderno ou de qualquer outra forma de registo - pode ser o seu telefone ou o computador. Experimente!

Tome nota da sua disposição todos os dias.

De 1 a 10, como se sente? Sendo que 1 equivale ao seu pior estado de espírito e 10 ao seu melhor. O objetivo é, em parte, ter consciência de que a sua disposição pode mudar ao longo da semana. Pode ser tranquilizador perceber que voltaremos a sentir um 7, mesmo que na véspera tenhamos sentido um três. Também pode ser útil para detetar padrões, como por exemplo se se sente sempre feliz em determinados dias ou quando faz determinadas coisas.

Uma coisa que lhe deu prazer.

Pode ser algo muito pequeno. Pode ser a primeira vez que conseguiu beber um chá sem que ele tivesse arrefecido completamente porque teve de mudar uma fralda. Pode ser o cheiro da cabeça do seu bebé ou como gostou de sentir as suas mãos com o novo creme hidratante. Nada é demasiado insignificante. O objetivo é fazer-nos reparar nas coisas pequeninas e levar-nos a procurar os pequenos prazeres.

Uma coisa que a fez sentir-se orgulhosa.

Também poder ser algo aparentemente insignificante. Pode ser o facto de se ter levantado da cama apesar de se sentir exausta, o ter conseguido tomar um duche apesar de todas as outras solicitações, ou o facto de se lembrar que está a sobreviver ao desafio de ter uma pessoa pequenina que é totalmente dependente de si. Isto também a faz ficar atenta às coisas que está a conseguir fazer, em vez de se focar prioritariamente nas coisas que não consegue fazer.

Pode até descobrir pequenos prazeres e feitos que consegue facilmente replicar.

Então, temos:

  1. Como se sente, de 1 a 10
  2. Uma coisa que lhe deu prazer
  3. Uma coisa que a fez sentir-se orgulhosa

Experimente pôr isto em prática pelo menos durante algumas semanas e veja como corre. Não se censure se se esquecer, mas congratule-se se conseguir. Se vai usar um caderno, experimente pô-lo num sítio acessível, assim será mais fácil usá-lo. Depois, conte-nos como correu.

Com dexpantenol. Para prevenção e tratamento do eritema da fralda e gretas do mamilo, pele seca, áspera ou gretada e cicatrização de lesões e irritações da pele. Contra-indicado no caso de sensibilidade a qualquer componente. Medicamento não sujeito a receita médica. Leia cuidadosamente o folheto informativo. Em caso de dúvida ou persistência dos sintomas, consulte o médico ou farmacêutico. L.PT.MKT.DC.12.2016.0113